sexta-feira, fevereiro 17, 2017

de de

Reflexos de amor


       Sempre acontece de ficarmos tristes por coisinhas bobas que acontecem conosco no dia a dia, né? Eu me chateio quando acordo com o cabelo cheio de nós e nada faz com que desenrede sem um pouquinho de dor, e também fico irritada quando deixo cair a caixa de leite no chão, ou derramo farelos no lugar que acabei de limpar.
Já percebeu que coisas muito bobas às vezes estragam nosso dia todo? E por que, se o número de coisas boas que acontecem porque Deus nos presenteou é maior que o número dos pequenos incidentes que acontecem de vez em quando?

 Já reparou que a gente tem motivos de sobra para agradecer a Deus?
        Já parou para pensar que nosso corpo é muito complexo e que pra manter nossa vida acontece um milagre todo dia? São tantas veias, são tantas funções, tantos órgãos... Tanta coisa frágil que poderia ter um problema a qualquer momento. Olhe quanta coisa precisa dar certo para uma pessoa acordar, para uma vida continuar! Não é demais? Às vezes a gente fica esperando grandes sinais e esquece de ver a graça que se encontra no nosso respirar, na nossa capacidade de pensar, de amar, sorrir.. Deus nos dá uma abundância de graça a todo segundo, minuto, hora.... E isso é incrível! Tá esperando o que para dar a você mesmo a chance de ver isso?
        Ser grato a Deus por tudo que nos é dado, não tira pedaço. Bem pelo contrário, nos dá mais graças ainda. É muito bom o sentimento de gratidão, é muito bom reconhecer a grandeza de Deus, os milagres Dele e o carinho inestimável que Ele tem por mim e por você. Como Ele é bom! Se não cuidasse tanto de mim, eu não estaria aqui, escrevendo esse post. Se Ele não cuidasse tanto de você, você também não estaria aqui para lê-lo. 
É claro que tem sempre nossa parcela de esforço para que as coisas aconteçam, mas de onde vem o ânimo, a força, a coragem, a nossa inteligência e nossa inspiração para poder fazer esforço pelo que queremos? Vem de Deus também! Todas as coisas levam ao mesmo caminho: o do nosso Criador. Vamos agradecer ao Paizinho por Sua infinita bondade, Seu amor que nunca se rende! 

segunda-feira, janeiro 30, 2017

de de

Quando é para Deus, menos (de mim) é mais


        Como Deus é bom e maravilhoso, sempre nos dá experiências que nos fazem pensar um pouquinho e refletir melhor sobre todas as oportunidades que nos são oferecidas diariamente, inclusive naqueles acontecimentos que a gente julga como ruins.
        Recentemente, eu me deparei com algumas montagens que eu fiz, com frases cristãs, desenvolvidas para divulgar o amor de Deus, mas junto delas não havia nenhum tipo de crédito. Qualquer pessoa ficaria chateada ou brava por isso, e eu confesso que no começo eu também não sabia se ficava feliz por as pessoas terem gostado, ou se ficava triste por não ter recebido os devidos créditos. E aí Deus me iluminou e eu pude perceber que era uma coisa maravilhosa, só dependia da forma que eu escolhesse enxergar. 
Todas as coisas recebem o peso que nós resolvemos dar. 
        Não sou o tipo de pessoa que é otimista em cem por cento do tempo, mas eu venho aprendendo que a forma que nós resolvemos encarar as coisas, é que é capaz de transformá-las em algo bom.
Quando decidimos desaparecer e abrir mão daquilo que credita a nós mesmos, ou seja, quando desistimos de aparecer para deixar que Deus apareça mais, nós ganhamos muitas bênçãos. Além de ganharmos a humildade, reconhecemos quem é o Autor de tudo. Reconhecendo o Autor de tudo, reconhecemos que somos amados, somos filhos e que tudo o que temos recebemos Dele. Sim, inclusive todas as coisas que nós produzimos, todos os nossos dons e talentos, todos nossos feitos.
        Quando se trata do nosso Deus, o menos de mim, se torna mais. Se torna mais porque eu nasci para adorar a Deus, para contemplar o Seu amor, para vivenciar o Seu amor e espalhá-lo por onde quer que eu vá. E o mesmo acontece com você. Então, que Ele nos ajude a ver todas as situações da nossa vida como oportunidades de direcionarmos nosso coração à Ele, e de fazermos das dores, poesias.

quinta-feira, janeiro 12, 2017

de de

O que ler?


        Acho que não precisa nem dizer que o livro favorito de todo cristão DEVE ser a Bíblia, né? Por razões bem óbvias, mas que vale a pena sempre relembrar: Nela contém tudo o que precisamos saber para sermos pessoas realizadas, felizes, amigas de Jesus e cheias do Espírito Santo. A Bíblia é indispensável para todo o pecador que quer o perdão e que quer uma mudança de vida, para buscar em Jesus a salvação, porque a Bíblia é o guia do cristão. Nela contém todos os ensinamentos de Deus, por meio de experiências vivenciadas por pessoas muito legais, que foram pecadoras como eu e você, mas que abriram seus corações e deixaram a Glória de Deus falar em suas vidas, e em todos os seus gestos. Ela também nos mostra o caminho até o Céu, e nos conta sobre o melhor presente que poderíamos receber de alguém: a Vida - Um dom gratuito, dada por Deus e pela qual Jesus pagou um preço muito alto. Sim, somos muuuito valiosos!
        Nós concordamos que a Bíblia deve ser o livro número 1 de todas as nossas listas, mas é só a Bíblia que posso ler?
        É muito importante a gente entender que é dado como pecado tudo aquilo que contraria os ensinamentos de Deus, contidos estes na nossa Bíblia. Sendo assim, não é nada bom e construtivo para sua fé, ler livros de bruxaria, feitiçaria, de baixos valores morais e semelhantes. Deus nos mostra nossa preciosidade quando nos denomina Templos do Espírito Santo, e temos que alimentar nosso espírito com coisas boas, que sejam úteis para nosso crescimento.
"Examinai tudo. Retende o bem." 1 Tessalonicenses 5:21
        Em Tessalonicenses, podemos encontrar esse versículo que nos dá uma senhora dica em relação ao que devemos escolher para colocar na nossa vida e no nosso coração: Precisamos examinar tudo e examinar usando o que aprendemos com Cristo, para podermos escolher o bem e assim o colocarmos como nosso alimento. É muito importante ficarmos atentos ao que nos diz a Bíblia, para que possamos entender o que pode nos levar ao pecado, para que não criemos espaço para o mal entrar em nossas vidas. Você também recebeu um poder de escolha, é você quem vai decidir o que vai ler e o que vai deixar de lado, então nunca se esqueça de analisar muito bem todo conteúdo que você pensar em acessar.
        Deus coloca pequenos e grandes detalhes bem a nossa frente todos os dias. O Sol, as estrelas, a Lua, o carinho das pessoas, os animais, as flores, a música... É tanta coisa! Você já parou para pensar que tudo isso representa um pouquinho do amor Dele por nós, e que portanto são coisas que podem nos fazer bem? Então fica o questionamento: se um livro fala sobre o amor entre amigos, irmãos ou até namorados (desde que decentes), ele também não acaba falando de algumas formas de Deus nos amar e nos demonstrar Sua ação em nossas vidas? É só a gente saber separar aquilo que agride a Deus e aquilo que pode agradá-lo, e escolhermos a Deus. Então, você pode sim ler seus romances, desde que neles não haja algo que contrarie os ensinamentos deixados por Deus. Pode sim ler suas aventuras, desde que elas não contenham nenhum tipo de pecado. Pode sim, ler tudo o que você quiser, desde que não pregue o contrário do que foi pregado na Cruz.
        


quarta-feira, novembro 16, 2016

de de

A prateleira de prioridades


       Sabe quando você arruma seu guarda-roupas e coloca na prateleira mais acessível (a que fica na altura certinha para pegar) aquelas roupas que você mais usa? Então, isso se chama dar prioridade. Acordar, tomar banho, trabalhar... Você sabe como a vida é corrida e como a gente muitas vezes acaba tendo que escolher algo para deixar de fazer, por não ter tempo para tudo. Geralmente optamos por aquilo que é mais importante, ou que temos mais vontade de fazer, nos dá mais prazer. Mas algumas coisas simplesmente não têm negociação.
        Se você se olhar hoje, em que lugar você coloca Deus? Ele é o primeiro da sua lista, é Ele quem fica no lugar mais visível, mais acessível, por ser quem você encontra com mais frequência? Às vezes mesmo sem nos darmos conta, acabamos colocando Jesus no lugar errado. Não numa prateleira de roupas, mas no nosso coração, nos nossos pensamentos... na nossa vida. E Deus é quem a gente não pode negociar jamais. Nossa vida de oração nunca pode parar, mesmo se a gente estiver muito cansado e fraco. Deus sempre vai revigorar nossas forças, você não precisa se preocupar sobre isso! Você tendo a Deus, tem TUDO o que precisa, tudo mesmo, inclusive aquilo que você não merece.
        Mas sempre fique atento, porque não é somente indo à Igreja, cantando louvores a Deus e participando de eventos cristãos no lugar de estar fazendo algo do mundo que você dá prioridade à Deus e Suas coisas. No momento em que você faz uma fofoca, diz uma palavra que machuque um irmão, cultiva a ira dentro de você, você está deixando Deus em segundo plano, para ceder aos desejos da carne. Tratar uma pessoa bem, sem esperar algo em troca, dar o abraço de Deus em quem precisa, ser gentil, cultivar a alegria no próprio coração e no coração dos outros, procurar agir como Jesus agiu e age, essas são formas de priorizarmos Deus também, de O colocarmos à frente de tudo!   
      É preciso nos esforçarmos nos pequenos detalhes da nossa vida, porque eles são extremamente importantes para definirem os grandes acontecimentos que virão a seguir. Desviar de pensamentos pecaminosos, não dar lugar à maldade a qual somos tentados em praticar todos os dias, seja por palavras ou por atitudes, tudo isso faz de nós lutadores que sempre colocam Deus no Seu lugar: o 1º. A Ele toda a glória e todo o Louvor! Somente com Deus dirigindo nossas vidas, é que elas serão boas, suaves e agradáveis. As dificuldades até poderão surgir, mas firmados em Deus, jamais caíremos!

quinta-feira, outubro 27, 2016

de de

As coisas seculares


       Toda vez que eu vou ouvir uma música, assistir à um filme, fazer qualquer coisa, eu acabo mesmo sem querer, analisando se essa é uma atitude que acrescenta algo de bom à minha vida, ou se isso me induz ou já induziu algum dia ao pecado.

 “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco.” Filipenses 4:8
       A gente tem muita porcentagem no nosso corpo de uma coisa chamada humanidade, o que nos torna, por vezes, cegos. Que mal pode ter ouvir uma música? Ora, que mal também pode ter ver uma novela, um filme que não seja cristão? 
De fato, irmãos, ver, ler e escutar coisas que não sejam cristãs, não necessariamente servirão para a nossa ruína espiritual, porque nem tudo tem maldade, ou traz intenções maldosas e coloca uma mensagem ruim no nosso coração, mas é preciso tomar muito cuidado com o que a gente lida no dia a dia, porque isso tem influência direta nos pensamentos que nós desenvolvemos ao decorrer do tempo.

      A gente sabe que nada é proibido, mas nem tudo convém. Deus não nos obriga a ficarmos somente com música gospel no celular, ou ler somente a Bíblia e ver filmes que sejam só testemunhos, mas nos dá a escolha. Eu sei que você, que está na caminhada com Jesus, já percebeu que algumas coisas as quais nos submetemos diariamente, fazem com que nos tornemos mais agressivos ou mais calmos, mais amorosos ou mais raivosos, e sabe que tudo a nossa volta faz a diferença.

       Eu fiz a experiência de cortar tudo que era do mundo da minha vida por um tempo. Sim, neste intervalo, eu não ouvia nada que não fosse cristão, não lia nada que não fosse cristão e não assistia a nada que não fosse cristão. A resposta que eu obtive? No começo, eu sentia vontade de ouvir as músicas que eu curtia, foi onde mais senti... Mas com o passar dos dias, tudo acabou sendo muito natural, porque o tempo que eu gastava com as coisas seculares, eu dediquei à Deus, às coisas de Deus, e isso aumentou minha fé, fortaleceu minha coragem, fortaleceu minha persistência na oração, me aproximou de Deus! 
Pode parecer radicalismo, e não precisa ser assim, porque existem alguns conteúdos que não falam de Deus, mas também não trazem a pregação do mundo... Existem cristãos que produzem conteúdos diferentes dos usuais, por exemplo. Tem aqueles que falam de amor entre as pessoas, falam de sonhos, de aventuras, e não é ruim falar sobre sentimentos, mas aí entra seu bom senso de cristão! Você deve vigiar e investigar aquilo que vem como bênção, aquilo que te faz refletir sobre algo e te faz se sentir bem de alguma forma, e aquilo que vai servir de maldição para sua vida. A escolha de deixar de lado isso ou aquilo, cabe a você, daquilo que você percebe que te afasta ou te aproxima de Deus. A gente deve sempre abandonar o pecado, deixar de lado aquilo que nos coloca longe de Deus, aquilo que vai contra tudo o que acreditamos, que traz desrespeito e agride o Amor.

       Como saber o que devo ou não ouvir? Tenho um segredo muito simples. Quando eu quero saber se posso ou não ouvir algo, eu me pergunto o que Jesus diria daquilo. Me pergunto se Jesus ouviria, leria, veria aquilo e se sentiria feliz, ou se Ele se entristeceria. Eu me pergunto se aquilo é capaz de fazer parte de um plano de Deus, e então... Pronto! Caso encerrado!
Se você tem uma experiência assim, conte para nós nos comentários! Fique na paz do Senhor!